"Dicionário da Carapinha"

O “Mundo da Carapinha” é fascinante. Quanto mais leio sobre o assunto mais me apaixono por ele. 
Depois de tanto pesquisar em sites da especialidade, resolvi fazer um pequeno "Dicionário da Carapinha". hahahaha. São terminologias que vamos utilizar no nosso blog e, como eu não quero deixar nenhuma afro confusão, decidi partilhá-lo com vocês. Espero que gostem!


TERMOS
  • Pré-poo: (pre-shampoo):  preparar  o cabelo antes de utilizar o shampoo.  Podemos fazê-lo com o condicionar ou com um óleo natural a nossa escolha, espalhando por toda a cabeça.  Podemos deixar actuar de um dia para o outro ou durante 30 a 40 minutos e depois lavar a carapinha.  Este método ajuda a manter os fios mais hidratados  além de os tornar mais macios.
  • Co-wash: (Conditioner Wash): a tradução do termo para português é Lavagem com Condicionador.  O shampoo é um "detergente" e, por esta razão, convém ir intercalando os produtos entre cada lavagem . É fácil! Sério! É só substituir o shampoo pelo condicionador.  Ajuda a repor a hidratação e os óleos naturais produzidos pelos nossos fios e, melhor do que tudo, não resseca. Acreditem, Funciona! 
  • Estilo Protector: Usar penteados que protejam o cabelo, principalmente as pontas,  de factores externos (temperaturas muito baixas ou muito altas, vento, chuva, etc). Evita que as pontas, a parte mais antiga do cabelo, quebrem ou danifiquem (ex: pontas duplas).  
  • Baixa manipulação: Deixa a carapinha em paz! Sério afroladies, não é brincadeira! Quanto menos manipularmos o cabelo, melhor.  Previne a quebra e a queda dos fios e isto resulta num cabelo mais afromente saudável...lololol.
  • Baggying: este é um termo que encontrei em imensos sites da especialidade. Preferi não traduzi-lo para português.  Consiste em utilizar uma toca  quando estivermos em processo de hidratação, seja ela hidratação profunda ou  pre-poo.
  • Hidratação profunda: hidratação profunda é um óptimo método para cabelos desfrizados/quimicamente tratados,  com coloração,  ressecado,  sem brilho e danificados. Claro que as naturebas também precisam. Hidratar o cabelo ajuda a revitalizar a carapinha. É aconselhável fazê-lo pelo menos uma vez por semana, dependendo das condições do cabelo.
  • Hidratar: as afros dizem, "meter creme". Hahahahahahahha.  Aplicar creme no cabelo todos os dias evita  que ele resseque. Por regra faz-se de manhã ou à noite ou em ambos os períodos, dependendo do seu cabelo.  
  • Selar:  usar óleos naturais nas pontas depois de hidratá-lo com creme (hair lotion, hair food, entre muitos nomes que podem aparecer na embalagem do produto).
  • Leave-in/Creme para pentear:  além de hidratar ajuda a desembaraçar o cabelo, torna-o mais soft
  • Linha de demarcação: “linha” que separa  o cabelo natural do cabelo quimicamente tratado. Esta área é muito sensível.
  • “Esticar”: Prolongar o tempo entre as “sessões de químicos”. Em vez de desfrisar a cada 6 semanas, tentar fazê-lo de 10 em 10 ou de 12 em 12 semanas é o melhor. Se conseguirmos ficar mais tempo ainda melhor. A carapinha agradece
  • Textalex: desfrisar o cabelo, deixando textura no mesmo. Há quem aplique esse processo no cabelo das crianças. É também conhecido como "abrir a raíz". O cabelo fica mais maleável mas não perde a textura. 
P.s: Espero não me ter esquecido de nada. Bjos Afro

6 comentários:

  1. Adorei o dicionário. Vai ajudar-nos a perceber os termos mais complexos!
    E a carapinha agradece loool

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito minha princesa, bom trabalho mesmo. Beijoooo

    ResponderEliminar
  3. Gosto imenso do teu trabalho e aqui dou-te os meus parabéns por trabalho!! Vou seguir bem as tuas dicas :) Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito, muito, muito obrigada Núria! xoxoxo

      Eliminar